Buscar
  • Beatriz

12 alimentos leves para comer à noite sem ficar com o estômago pesado!

1. Ovos



O ovo é um dos alimentos mais completos e uma ótima fonte de proteínas. Existe a polêmica de que o ovo e principalmente as gemas podem aumentar o colesterol ruim, mas isso é um equívoco, o ovo ajuda e muito no colesterol bom (HDL).

Algumas sugestões de preparo: ovos mexidos com azeite de oliva, alho e cebola. Na forma de omelete batido no prato com cenoura, tomate, espinafre e cebola. Ovos pochê (esquentar a água, colocar vinagre, fazer um redemoinho com a colher e jogar os ovos até cozinhar). Ovos cozidos regados com azeite

de oliva, orégano e tempero verde.


2. Carnes brancas como frango ou peixe.



As carnes brancas são fontes de ômega 3 e ômega 6, além de ácidos graxos, substâncias que melhoram o funcionamento do organismo e contribuem para a boa nutrição.

Sugestão de preparo: temperar com cebola, alho, limão e azeite de oliva e grelhar em uma panela antiaderente. Pode-se também assar no (forno) coxa e sobrecoxa de frango junto de legumes como a batata-doce, tomate, cenoura, brócolis, cebola roxa e pimentões coloridos.



3. Saladas



As saladas são sempre uma ótima opção para o jantar, são leves, nutritivas e ajudam no funcionamento do organismo, além de darem uma boa sensação de saciedade. Folhas verdes, rúcula, alface, agrião, acelga e espinafre são ótimas opções para o preparo à noite. Outra ideia é turbinar a salada verde com sardinha ou atum.



4. Legumes cozidos.



A maioria dos vegetais são alimentos de baixa caloria e ajudam a saciar a fome. À noite você pode preparar: brócolis, couve-flor, cenoura, chuchu, abobrinha e tomate. Pode–se fazer os pratos no vapor ou refogados no azeite de oliva, alho e cebola.



5. Frutas



Devem ser consumidas diariamente. Elas fornecem minerais, vitaminas, diferentes fibras alimentares, antioxidantes e compostos que ajudam a regular o organismo. No jantar você pode incluir maçã, abacaxi, mamão, melão, laranja e abacate. Acrescentar uma fonte de fibra junto como aveia, linhaça, chia e amaranto também é uma boa.



6. Sopa de legumes.



A sopa ou sopa em creme são ideias de preparos saudáveis, leves e com baixo teor calórico, mas muito nutritivas. Elas podem ser preparadas com legumes e verduras que auxiliam no bom funcionamento do organismo. Sugestão de preparo: cozinhar o frango e guardar a água do cozimento para fazer a sopa de legumes. Cozinhar três tipos de legumes como cenoura, chuchu, brócolis e couve. Desfiar o frango e acrescentar na sopa.



7. Creme de couve-flor ou brócolis (lowcarb)



O brócolis pertence à família do repolho e é conhecido como um dos vegetais mais nutritivos. É uma rica fonte de vitamina C e fibras alimentares. Brócolis também é uma excelente fonte de proteínas e betacaroteno. Além de ser rico em cálcio, ferro, zinco e magnésio.

A couve-flor é uma excelente fonte de vitamina C, ácido fólico, vitamina K, e vitamina B-6. Vitamina B1, B₂, B₃, E. Além de fornecer minerais essenciais como magnésio, fósforo, cálcio, potássio e manganês. Sugestão de preparo: cozinhar a couve-flor e bater no liquidificador junto da água do cozimento ou ainda refogar a couve, ou o brócolis com um pouco de azeite, alho, cebola, açafrão e outros temperos de sua preferência.


8. Creme de cenoura.



A cenoura é o vegetal mais cultivado em todo o mundo. Podem ser preparadas de diversas formas como em sopas, cozidas, em bolos e ela pode até ser consumida crua. Por ser rica em fibras, melhora a digestão e combate a prisão de ventre, fortalece o sistema imunológico, pois, é rica em antioxidantes, previne o envelhecimento precoce, é rica em vitamina A e betacaroteno. Ajuda a emagrecer, pois, tem poucas calorias, além de ajudar a manter aquele bronzeado bonito.

Sugestão de preparo: cozinhar as cenouras e bater no liquidificador com lascas de gengibre junto da água do cozimento. Refogar com azeite, cebola e alho. Pode-se fazer também com abóbora e tempero verde.



9. Macarrão de pupunha ou bifum.



Para quem não sabe, pupunha é um tipo de palmito. O spaghetti é feito com apenas palmito sem nenhum outro aditivo. Está super em alta, além de ser saudável. Já o bifum é um macarrão feito de arroz, estrela dos cardápios orientais. Como é feito de arroz, não contém glúten, o que auxilia na prevenção de doenças do aparelho digestivo. Também possui baixo índice glicêmico o que ajuda no controle do diabete, e ainda reduz a absorção de gordura dos alimentos, sendo assim uma opção saudável e menos calórica.

Sugestão de preparo: cozinhar e fazer um molho de tomate caseiro (tomate, cebola, alho, azeite e manjericão) e se preferir, pode-se também adicionar um pouco de carne moída.



10. Risoto de arroz 7 grãos ou quino-a.



O arroz 7 grãos é uma fonte de carboidratos de baixo índice glicêmico, ele possui mais nutrientes, fibras e magnésio, melhor digestão e mais saciedade que o arroz branco comum puro. Os 7 grãos são: (arroz) agulhinha, cevada em grãos, quino-a branca e vermelha, arroz negro, arroz vermelho, painço em grãos e trigo em grãos.

A quino-a é rica em fibras, proteínas e nutrientes, é um dos alimentos mais completos do mundo, de acordo com a Organização das (Nações) Unidas para a Alimentação e Agricultura. Sugestão de preparo: cozinhar o arroz ou quino-a com um pouco de sal. Colocar o shimeji (cogumelo) picado em uma frigideira grande com um pouco de água para escaldar. Assim que a água secar, acrescentar alho, cebola, castanhas-do-pará picadas, sal e o azeite e refogar por no máximo 3 minutos. Acrescente o refogado à quino-a cozida e sirva com tempero verde.



11. Panquecas



Quem disse que não podemos comer panquecas à noite? Desde que seja feita com ingredientes integrais e saudáveis não há problema, é uma ótima opção de lanche prático e saboroso. Sugestão de preparo: fazer com um ovo batido, farelo de aveia, temperos verdes e colocar na antiaderente sem untar. Opção de recheio: frango desfiado com tomate e alface ou guacamole.



12. Guacamole



Para os amantes da comida mexicana, essa é uma ótima e deliciosa opção. Guacamole é super saudável, o abacate possui gorduras boas que são excelentes para a nossa saúde. Sugestão de preparo: amassar o abacate e acrescentar tomate picadinho, suco de 1 limão, cebola picada, sal, pimenta e azeite de oliva. Pode ser o recheio de uma panqueca ou pode ser consumido com bolachinhas de arroz, molho para salada ou acompanhamento junto de uma carne branca.

Luana explica que o ideal é comer até 3 horas antes de dormir, mas isso varia de acordo com a rotina de cada indivíduo. Não é possível indicar um horário ideal, e que até 1 hora antes de deitar pode-se fazer uma ceia com uma fruta, chá ou oleaginosas que estimulam a saciedade nesse período da noite. Quem treina ou faz academia à noite pode fazer um lanche pré-treino e após o treino, preparar um jantar leve com boas fontes proteicas como ovos, frango ou peixe e saladas cruas, ou raízes.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo